Em um contexto fortemente marcado por mudanças climáticas globais,incertezas e com fortes tendências de alterações nas dinâmicas de regime hídrico, torna-se premente a necessidade de avançar no conhecimento e inovação associados à adoção de práticas de gestão da água e implementação de governança ambiental,
com ênfase na vulnerabilidade hídrica face à variabilidade climática, numa perspectiva  integrada, descentralizada e interdependente.
Colocam-se novos desafios para abordar o tema da governança ambiental e suas interfaces com a governança da água, energia e segurança alimentar em uma escala que transcende a Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), cuja denominação mais difundida é Macrometrópole Paulista.
 
O presente projeto tem como objetivo, analisar de forma interdisciplinar, por meio de 5 subprojetos no contexto da Macrometrópole Paulista, o conjunto de processos que devem compor uma agenda de atuação e de integração das diferentes interfaces da governança ambiental associados à água e seus diversos usos. Visa, portanto compreender e analisar os impactos dos processos amplos de degradação ambiental e incremento da vulnerabilidade macrometropolitana, bem como, propor uma agenda inovadora de atuação e de integração das diferentes interfaces da governança ambiental num quadro de variabilidade climática.

Conheça a Plataforma Digital de Indicadores e Índices de sustentabilidade

 

O projeto Plataforma de Indicadores e índices de Coleta Seletiva e de Organizações de Catadores foi desenvolvido para apoiar a implementação e o monitoramento da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) estabelecida pela Lei Federal no 12.305, de agosto de 2010, e contribuir para o fortalecimento  da coleta seletiva no país, em especial, da praticada com inclusão socioprodutiva de catadores de materiais recicláveis. Neste sentido contribui com a promoção de melhorias socioeconômicas, ambientais e de saúde pública.